Como fazer a segurança contra incêndio em prédio comercial
04 fev 2019

Como fazer a segurança contra incêndio em prédio comercial

Garantir a integridade dos profissionais e clientes no edifício comercial deve ser prioridade de qualquer empresa. Há normas estatais que definem a obrigatoriedade da instalação de estratégias de proteção antifogo. E você, conhece essa legislação? Sabe quais são as práticas exigidas no que diz respeito à segurança contra incêndio?

Entender as regras e medidas a serem tomadas é fundamental para manter a regularidade do empreendimento. Assim, passa a ser possível oferecer as melhores condições para colaboradores e pessoas atendidas pela corporação.

Com isso em mente, preparamos este conteúdo especial com informações valiosas sobre como preparar a instalação contra os perigos das chamas. Acompanhe o artigo e fique por dentro de vários aspectos do tema. Boa leitura!

Quais são as principais legislações de segurança contra incêndio?

A principal norma de segurança contra chamas é a portaria 1532/2008, que é o Regulamento Técnico Contra Incêndio em Edifícios. Ele estabelece as condições básicas para que o prédio tenha proteção adequada contra o fogo, além dos recursos de prontidão como meio de socorro.

O decreto-lei 220/2008 efetiva o Regime Jurídico da Segurança Contra Incêndio, e a organização que fiscaliza o cumprimento dessa norma é a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC). Já o decreto-lei 224/2015, por sua vez, consiste em uma modificação em alguns dos padrões da lei anterior.

Outra legislação importante é a lei 13.425/2017, responsável por estabelecer diversas medidas de proteção contra as chamas, definindo que o Corpo de Bombeiros não figura mais como único agente fiscalizador.

As cidades que não têm esse órgão (no geral localidades de menor tamanho) devem se adaptar, criando uma equipe especializada formada por um convênio entre Bombeiros e Prefeitura. Além disso, as faculdades de Engenharia e Arquitetura precisam incluir disciplinas de projetos de combate a incêndios.

Outra definição nessa legislação dá conta de que o Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA), o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) e o Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU) são obrigados a exigir a apresentação de projeto arquitetônico, estrutural, de instalações prediais (elétrico/hidrossanitário) e de urbanização.

Qual a importância de criar um projeto contra incêndio para o prédio comercial?

Elaborar um projeto anti-incêndio para o prédio comercial é importante por vários motivos. Trata-se de uma exigência para caminhar em regularidade com a legislação, garantindo a proteção da vida e da integridade dos ocupantes.

A medida cria um clima seguro na corporação, assegurando tranquilidade para colaboradores e clientes e, ao mesmo tempo, mantendo uma imagem positiva para a empresa.

O desenvolvimento do projeto é necessário ainda para prevenir e se preparar para o combate a chamas, disponibilizando as condições ideais para a atuação do Corpo de Bombeiros em caso de emergência. Isso também auxilia na redução de danos ao meio ambiente e ao patrimônio.

É preciso contar com estratégias protetivas, sendo elas de prevenção e remediação. Se acontecer qualquer incidente, os focos podem ser eliminados com agilidade, evitando danos maiores às pessoas e ao espaço.

E para o condomínio comercial?

Para constituir um projeto contra incêndio em uma edificação comercial, é importante seguir alguns passos. Acompanhe a seguir quais são eles.

Verifique os profissionais envolvidos

No processo de formatação do Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndios (PPCI), é necessária a presença de um profissional de nível superior e com habilitação do CREA. Ele deve ser apto a emitir a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART).

O PPCI é analisado pelo Corpo de Bombeiros e a instituição emite um parecer sobre o registro. Caso haja algum problema, o projeto é enviado de volta para correções e pode ser reavaliado em seguida.

Saiba quais são os equipamentos de segurança necessários

O condomínio precisa contar com equipamentos de proteção coletiva (EPCs), que são definidos de acordo com o local de trabalho.

Extintores de incêndio, portas corta-fogo, lâmpadas de emergência, saídas de emergência, placas de sinalização e hidrantes são exemplos desses artefatos. A escolha dos EPCs sempre depende das condições do edifício e dos negócios que operam nele.

Promova treinamentos para os profissionais

Organizar atividades visando o aprimoramento dos profissionais sobre segurança contra incêndio é primordial para garantir a proteção da equipe e dos clientes. Diante de qualquer emergência, é importante ter um número considerável de pessoas capacitadas para tomar as providências necessárias.

Os treinamentos para os profissionais frequentadores do edifício elevam a segurança no local de trabalho, criando um clima positivo para as atividades diárias. Com as medidas, é possível desenvolver ações preventivas com facilidade e aumentar o grau de efetividade no cotidiano.

Conte com uma empresa especializada em gestão de condomínio

Contar com uma empresa especializada em gestão de condomínio consiste em uma ótima alternativa para auxiliar na promoção da segurança contra incêndio no prédio comercial.

A medida proporciona, sobretudo, na tranquilidade para o empreendimento, considerando o serviço de qualidade e o atendimento a todas as normas exigidas. As normatizações são muitas, e devem ser obedecidas com rigor.

Sendo assim, o apoio de uma corporação especializada pode ser o elemento decisivo para o seu negócio ter a segurança necessária com agilidade e precisão.

Cuidar da segurança do edifício comercial figura como prioridade para garantir um clima saudável e propício para o trabalho e as operações diárias. É vital acompanhar a legislação vigente buscando prevenir emergências com o fogo e ter recursos para remediar a situação caso haja algum problema.

Com as medidas corretas, não apenas se assegura o respeito às normas como também se conta com uma série de recursos protetores para tomar as decisões adequadas durante o processo.

E então, nosso conteúdo foi útil para você? Aproveite e siga a gente nas redes sociais: estamos no Facebook, no Linkedin e no Instagram!

leave a comment

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.