edifício eco friendly
14 nov 2018

O que é um edifício eco friendly e quais as suas vantagens?

Você conhece algum edifício eco friendly? Já ouviu falar desse conceito? Se sua resposta é negativa para ambas as perguntas, é importante conhecer uma das grandes tendências que despontam atualmente no mercado de construção civil.

Mais do que desenvolver alternativas que tragam menos impacto para o meio ambiente, esse conceito de prédios visa proporcionar aos moradores e trabalhadores desses locais experiências mais equilibradas e prazerosas.

Neste artigo, explicaremos o conceito de um edifício eco friendly e algumas das vantagens desse modelo. Conheça ainda algumas formas de como criar um empreendimento comercial sustentável. Acompanhe!

Entenda o conceito de edifício eco friendly

Existem muitas pessoas que acreditam que o conceito de edifícios eco friendly se trata apenas de uma jogada de marketing e uma forma de aumentar valores como o de compra e aluguel de imóveis. Contudo, inclusive no Brasil, os prédios verdes já são uma realidade e que só tendem a crescer nos próximos anos.

O conceito de um edifício eco friendly se refere aos empreendimentos que respeitam pilares ecológicos, que vão desde sua concepção, execução e modelo de operação cotidiana. Para que um empreendimento seja considerado sustentável, é preciso que procedimentos básicos ligados à preservação do meio ambiente sejam levados em consideração nessas etapas.

Outro aspecto importante dentro desse conceito é que esses projetos devem trazer conforto e bem-estar para seus habitantes, além de respeitar a natureza e valorizar a redução dos custos operacionais.

Conheça algumas vantagens desse modelo

Não apenas pelo viés ecológico, os edifícios considerados eco friendly trazem também outras vantagens, como é o caso da valorização dos imóveis e de possibilitar gestões mais econômicas, sobretudo a longo prazo.

Diante disso, conheça a seguir algumas das principais vantagens que esse formato de construções pode oferecer.

Valorização de mercado

Além de existir um ideal por trás, esse formato de construção consegue manter a valorização no mercado por conta de uma gestão que reforça a economia nos gastos cotidianos. A sensação de bem-estar proporcionada por esses prédios também pode impactar em um aumento na produtividade das equipes.

Sendo assim, os gastos operacionais menores atrairão maior interesse por parte dos investidores.

Economia a longo prazo

Espaços que adotam esse conceito são capazes de reduzir os consumos de energia elétrica e água. Isso é possível graças a uma série de padrões que esse tipo de empreendimento precisa adotar para poder ser considerado sustentável.

Uso de fontes renováveis de energia, reúso de água, isolamentos térmicos e estruturas que valorizam a iluminação natural são alguns dos exemplos.

Melhor qualidade de vida

Prédios que investem em construção sustentável podem oferecer para seus ocupantes uma considerável melhora na qualidade de vida: esses locais apresentam estruturas menos estressantes, com mais interação com a natureza.

Descubra como transformar um empreendimento em eco friendly

Investir em soluções sustentáveis, além de ajudar na preservação do meio ambiente, é uma ótima maneira de valorizar um imóvel. Portanto, existe uma série de fatores que devem ser levados em consideração por aqueles que desejam criar um empreendimento imobiliário seguindo as premissas do conceito eco friendly.

Conheça alguns dos principais pontos a seguir:

Valorize a escolha do terreno

O terreno que será ocupado por um edifício é extremamente importante para sua construção, certo? No caso dos empreendimentos sustentáveis, esse é um fator de altíssima importância para que ele possa receber essa denominação.

É fundamental que ele seja construído em um terreno que gere o menor impacto em função dessa obra.

Uma boa alternativa, com o intuito de diminuir o uso de veículos e o índice de poluição, é priorizar espaços que estejam localizados nas proximidades de metrôs, trens ou terminais urbanos, por exemplo.

Busque a chamada eficiência energética

Reduzir exponencialmente o consumo de energia é uma das grandes características desse modelo de edificações. Sendo assim, explorar alternativas que valorizem o aproveitamento da iluminação e da ventilação natural é uma maneira importante de atingir a eficiência energética.

Outro aspecto essencial é investir em maquinários com certificações — como o selo Procel, que assegura o menor consumo de energia desses aparelhos. A escolha de lâmpadas frias, como as de LED, também interfere nesse processo de redução de gastos.

Por fim, as fontes de energia renováveis são outras alternativas importantes e que podem auxiliar no processo de construção dos chamados edifícios eco friendly. Nesse sentido, é possível investir em opções como a energia eólica e solar fotovoltaica.

Adote o consumo racional de água

Torneiras eletrônicas, mictórios a seco, válvulas com duas intensidades de vazão de água ou até os vasos sanitários a vácuo. Essas são algumas das soluções que podem ajudar um empreendimento a obter um consumo de água racional.

Para jardins e áreas verdes, investir em um sistema automatizado de irrigação é essencial para reduzir o consumo de água. Ainda nesse setor, uma boa alternativa é priorizar o plantio de espécies mais resistentes, que necessitam de pouca rega.

Outra técnica bastante eficaz é o reaproveitamento de água não potável, que pode ser utilizada para setores como a higienização de ambientes comuns. Esse recurso pode adotar a captação de água da chuva ou de esgoto tratado, por exemplo.

Invista nos materiais certos

A escolha da matéria-prima no momento da construção também é um fator decisivo para que um edifício seja classificado como sustentável.

Entre os exemplos de insumos que podem ser adotados estão as madeiras certificadas, de reflorestamento ou as chamadas madeiras de ciclo vegetativo rápido (caso do bambu e do eucalipto). Para o acabamento, a melhor escolha são as tintas a base de água que possuem baixo teor de elementos químicos em sua composição.

É possível ainda investir em telhados claros e outros sistemas que permitem o maior aproveitamento da iluminação natural, ou até itens produzidos a partir de materiais reciclados e com elementos menos agressivos ao meio ambiente.

Priorize a qualidade ambiental interna

Pensar no maior conforto e melhores condições de habitação para as pessoas que ocupam aquele espaço também é uma das fortes características desse modelo de construção. De modo geral, valorizar esses aspectos é uma forma de humanizar aquela vivência é também de atingir um maior rendimento e produtividade das equipes.

Valorizar uma boa vista, adotar produtos com baixo índice de elementos químicos, boa iluminação natural e até o controle de qualidade do ar se tornam questões importantes para que esses espaços possam se enquadrar no conceito de prédios verdes.

Além de ser uma importante alternativa para preservar os recursos naturais, desenvolver o projeto de um edifício eco friendly pode impactar também em questões como o marketing de um espaço e auxiliar em sua valorização imobiliária. Por isso, esse conceito tem despontado como uma forte tendência no segmento de construção!

O que você achou das nossas dicas? Compartilhe nosso artigo nas redes sociais e apresente esse conceito de construção para seus amigos!

leave a comment

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.