6 dicas de gestão de facilities que podem ajudar a reduzir custos
06 fev 2019

6 dicas de gestão de facilities que podem ajudar a reduzir custos

Quando se fala em reduzir custos em uma gestão de facilities, muitos profissionais ficam animados. Contudo, nem todos estão preparados para adotar medidas eficientes e seguras, que otimizam o orçamento e não colocam em risco a qualidade do serviço.

É necessário planejar todas as ações, e não apenas diminuir o orçamento ou contratar fornecedores e soluções mais baratas. Ao ler este conteúdo, você descobrirá 6 dicas práticas para melhorar o desempenho financeiro do seu empreendimento. Siga conosco e aproveite a leitura!

1. Faça a manutenção nos sistemas elétricos e hidráulicos

Esse é um tópico que merece toda a sua atenção. De nada adianta, por exemplo, ter os melhores equipamentos do mercado se você não realiza manutenções com frequência. A manutenção é a melhor forma de identificar patologias e evitar imprevistos no futuro, já que você consegue antecipar falhas e realizar trocas de peças quando necessário.

Quem não toma esse cuidado acaba pagando um preço muito alto. Em algumas situações, é preciso tomar medidas de emergência e sofrer com a paralisação do sistema.

E tem mais. Ao se precaver dessa maneira, você consegue atualizar a sua infraestrutura de acordo com o surgimento de novas soluções, afirmando o seu compromisso com a criação de um espaço ideal para a empresa. 

2. Revise seu sistema de climatização

Primeiramente, saiba que o sistema de climatização deve ser sempre revisado, pois é necessário prezar pela saúde do colaborador. Filtros contaminados e dutos com sujeira abrem as portas para doenças ocupacionais, que colocam em risco o fluxo de atividade de sua gestão.

A manutenção preventiva também aumenta a vida útil do aparelho. Desse modo, você faz com que os equipamentos durem mais tempo, evitando reduções no período de troca.

Lembre-se de que a sobrecarga de impurezas atrapalha a eficiência do ar-condicionado. Em outras palavras, equipamentos limpos consomem menos energia e criam um ambiente saudável. Por isso, pare de perder tempo e faça a manutenção preventiva em todos os seus equipamentos.

É recomendado realizar esses procedimentos, pelo menos, uma vez por mês. Contudo, pode ser necessário diminuir o intervalo. Sempre fique atento aos sinais que o sistema de climatização evidenciar e evite consequências, como o mau cheiro e os problemas para manter a temperatura do ambiente — principalmente, nos dias mais quentes.

3. Utilize novas tecnologias

Tarefas repetitivas consomem tempo, energia e dinheiro em uma gestão de facilities. Tendo isso em vista, é essencial investir na modernização de todos os processos, seja na limpeza, seja na segurança.

Atualmente, existem tecnologias e sistemas para gerenciar todas as informações em um só lugar e facilitar a comunicação entre a equipe.

A telemetria, por exemplo, é uma boa opção para quem deseja monitorar e integrar softwares. Com isso, medir, rastrear e comandar equipamentos se transforma em uma tarefa realizada em tempo real, permitindo que o operador utilize um celular, um tablet ou um computador em qualquer hora ou lugar.

4. Pense na sustentabilidade

O gerenciamento da produção de resíduos deve ser uma de suas principais prioridades. O primeiro passo é pensar na utilização de produtos e de sistemas ecologicamente corretos. Após isso, é necessário conscientizar os seus funcionários e descartar os resíduos sem prejudicar a natureza.

É possível, por exemplo, estipular metas de redução do consumo de energia elétrica. Crie um programa para eliminar hábitos negativos, que atrapalham a preservação da natureza. Para completar, realize treinamentos com a equipe e mostre a importância de ser mais sustentável.

Quando todos são ecologicamente corretos, você consegue diminuir custos e manter a qualidade na prestação de serviço.

5. Planeje todas as atividades

Todos os aspectos anteriores só funcionam corretamente a partir de um bom planejamento. Isso quer dizer que, antes de tomar qualquer atitude, você deve analisar as condições de sua gestão de facilities, buscando encontrar pontos a serem melhorados e mantidos. Analise também qual é o orçamento disponível e qual é o nível técnico de sua equipe.

Defina o seu planejamento em quatro etapas:

  • estratégico: aonde você quer chegar com a gestão;
  • tático: como serão realizadas as atividades, sem se esquecer das ferramentas e dos profissionais envolvidos;
  • manutenção: conservação e acompanhamento do desempenho de cada processo;
  • modernização: realização de possíveis trocas ou melhorias dos equipamentos adotados.

6. Tenha bons parceiros

Por último, mas não menos importante, você deve ter parceiros de qualidade em sua gestão de facilities. Colocar em prática as dicas deste post e outras ações em sua gestão de facilities pode ser algo complicado. Isso acontece porque você tem outras prioridades em sua rotina de trabalho — e não há nada de errado nisso.

Por isso, um parceiro com experiência e know-how de mercado permite que você planeje e execute todos os processos com eficiência. Além disso, é possível garantir a segurança e a produtividade sem colocar em risco o seu orçamento financeiro.

Escolha um parceiro que utilize um sistema de facilities capaz de integrar e mapear todas as instalações com a tecnologia QR Code. A partir disso, você consegue monitorar tudo o que acontece em tempo real e mantém toda a infraestrutura funcionando, sem qualquer problema.

Nessas horas, faça uma pesquisa de mercado e encontre um parceiro que atenda às suas demandas. Converse com outros clientes da empresa que você está pesquisando e veja o que eles têm a dizer sobre a qualidade do serviço.

Nesse momento, não se esqueça de perguntar sobre o cumprimento dos prazos e quais são os defeitos e as qualidades do atendimento prestado.

Este conteúdo mostrou 6 importantes dicas para um profissional que deseja reduzir custos no negócio colocar em prática ainda hoje. Sempre baseie as suas atitudes em dados e estudos, deixando os achismos de lado. E claro, preze pela parceria com uma empresa focada na gestão de facilities e tenha mais tempo para priorizar o crescimento do seu negócio.

Agora, continue com a gente e entenda a importância da tecnologia na gestão de facilities!

leave a comment

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.